Laudos comprovam motivo da queda de guindaste na Arena Corinthians

O laudo feito pelo Instituto de criminalística de São Paulo comprovou que a queda do guindaste na Arena Corinthians ocorreu devido a instabilidade do solo. O delegado responsável pelo irá indiciar os possíveis responsáveis com base no laudo. No acidente, morreram dois operários, o motorista Fábio Luiz Pereira, de 41 anos e o montador Ronaldo Oliveira dos Santos, de 43 anos.O acidente ocorrido no dia 27 de novembro de 2013 pode ter um fim muito diferente do que muitos imaginavam. Um laudo feito pelo instituto de criminalística de São Paulo apontou como motivo pelo desabamento do guindaste uma instabilidade do solo. O que afastaria a possibilidade de erro humano ou defeito do guindaste. A empresa responsável pela obra, a Odebrecht contratou uma empresa especializada para a elaboração de uma laudo, que tem cerca de 500 páginas e aponta que o solo não foi o causador do acidente, excluindo assim sua parcela de culpa no mesmo.

O guindaste tem em sua base base de cimento e chapas de aço para nivelá-lo, visto que o guindaste pode sofrer inclinação máxima de 0,3º.
A polícia ainda investiga se houve ou não falha mecânica. O trabalho já alonga por seis meses. 
“Se o laudo não mostrar falha técnica de ninguém, vai para o lado acidental. O código penal exige isso. Mas para isso eu tenho que ter um o conjunto de provas”, afirmou Luiz Antônio da Cruz, delegado responsável pelo caso.

Comentários

Postagens mais visitadas

A influência da mídia nos dias atuais

Resenha do livro 1808, de Laurentino Gomes

Resenha do livro O guia politicamente incorreto da economia brasileira