Pular para o conteúdo principal

Blogueiros Russos são obrigados a ter registro

Foto: Wikipédia
No Brasil, qualquer um pode ter um blog. É normal ver na internet blogs sobre vários assuntos: moda, esporte, política. Estas páginas da web tem por característica a simplicidade com que são produzidas e podem ser criadas por qualquer um. Há diversas plataformas grátis e até é possível ganhar dinheiro com isso.
Mas na Rússia, ter um blog pode render uma bela dor de cabeça. Foi aprovada uma lei em que todo blogueiro que tenha mais de 3,000 visitantes únicos será obrigado a registrar-se no Roskomnadzor, o órgão responsável por conteúdos culturais, o equivalente ao MEC brasileiro e que tem poder de censura. Os responsáveis pelas páginas terão que declarar o nome completo, endereço, etc. O registro estende-se a perfis sociais.
A alegação do governo é que a lei vai ser direcionada para conter atentados terroristas. Não vai tornar os blogueiros  ‘veículos de mídia’, como muitos pensam.
A lei de internet russa e a de muitos países, como a do nossa vizinha Venezuela são muito duras. Muitos blogueiros russos e donos de grandes sites já deixaram a Rússia por censura. Inclusive o dono da maior rede social russa, a Vkontakte, Pavel Durov, de 29 anos vendeu a parte que tinha na empresa e saiu do país.
No Brasil, vale a pena ressaltar, no Marco Civil da Internet foram aprovadas medidas, assim como na constituição, que garantem a liberdade de imprensa e também a privacidade dos cidadãos.

Só digo uma coisa: ainda bem que não estou na Rússia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A influência da mídia nos dias atuais

Tanto fiel é sua mídia quanto fiel é o seu povo! As emissoras de TV, rádio e principalmente a internet, principal meio de comunicação utilizado por nossa geração influencia mais do que imaginamos. Textos com manipulação, com sentido controverso ou ''puxando sardinha'' para X ou Y são frequentes. Diante disso temos que estar bem atentos ao que lemos, ouvimos e vemos na internet: podemos criar dogmas fictícios, errôneos por influência da mídia. Hoje em dia, na era da informação rápida, conexão super-rápidas somos bombardeados por informações de todos os lados. Estamos no período da humanidade que mais se produz informação: nos jornais, revistas, tv's, blog, etc. São diversos os meios que a evolução nos proporcionou, e temos que aproveitá-las por demais, pois nunca foi tão fácil saber das notícias, da história, de vários assuntos de nosso interesse. Nos mais variados sites da internet, temos conteúdos voltados à educação, saúde, lazer: nunca foi tão fácil aprender e ens…

Resenha do livro 1808, de Laurentino Gomes

1808, de Laurentino Gomes
Título : 1808
Autor : Laurentino Gomes
Ano: 2008
Onde Comprar: AmericanasSubmarinoLivraria Cultura Saraiva Este é o primeiro livro do autor paranaense Laurentino Gomes. O autor, que não é um historiador de formação, mostra seu talento na narrativa do seu livro-reportagem com observações bastante cabíveis sobre D. João VI e das peculiaridades da corte que veio fugida para o Brasil.
D. João
O livro tem como seu principal personagem D. João VI, príncipe regente que viria a ser rei de Portugal com a morte de sua mãe, D. Maria I. Laurentino descreve o rei como sendo um sujeito tomado pelo medo de tomar decisões, deixando-as sempre para a última hora. Sempre que podia adiava decisões importantes, adiava, e quando as tomava, tinha sempre por trás a palavra de seus conselheiros, em especial D. Rodrigo de Sousa Coutinho ou o Conde de Linhares.
Fugidos
 A vinda da família real ao Brasil não aconteceu dos mais belos modos e nem por vontade deles. Àquele tempo, Napoleão Bonaparte…

Ivo cassol e a indecisão

Hoje o presidente do senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) se prounuciou sobre o caso da cassação do senador Ivo cassol. O presidente do senado disse que aguarda ainda o trâmite do processo, visto que a defesa do senador recorreu  à decisão do STF, que condenou o senador a 4 anos e 8 meses de prisão em regime semi-aberto. Renan calheiros divulgou que não irá emitir nenhuma decisão sobre a possível cassação de Ivo cassol até que o STF nãp conceda mais recursos. O STF mudou a sentença, que de início, seria a perda de mandato automaticamente, sem necessidade de passar pelo congresso. Com a nova forma adotada, Ivo cassol será julgado pelos parlamentares, que decidiram se ele irá continuar seu mandato como senador. Este é um caso muito ímpar em Brasília, já que o senador pode ser um prisioneiro e ao mesmo tempo um senador: seu regime será semi-aberto, então ele poderá exercer sua função de senador durante o dia e dormir na cadeia durante a noite. Definitivamente um bandido no senado. Sincerame…