Pensamentos Aleatórios

Acho que ainda vou viver bastante para poder provar que ninguém está satisfeito com sua vida, sempre falta alguma coisa. O pior é que só nos damos conta da importância de certas coisas quando não mais a temos.
Há sempre aquela frase bem popular: vivendo que se aprende. Mas parece que de tanto ouvirmos essas frases, não damos tanta importância a elas, que remontam perfeitamente o que somos, comparando com um período de tempo razoável. Retomando, é vivendo que se aprende, e nada é mais certo do que nós mesmo, que sempre erramos (errar é humano) botar a culpa em alguém ou em nós mesmos, mas nunca assumir que erramos por que somos, muita vezes, egoístas demais.
Os problemas sempre aparecem, não adianta fugir. Cabe a nós saber administrar para que ele não apareça com tanta frequência, mas aí já seria um problema. O objetivo que venho tentando buscar escrevendo até aqui é dizer friamente que nós só percebemos e damos valor ao que se perdeu, que se foi. Por isso, ame as pessoas hoje como se não houvesse amanhã, como já dizia Renato Russo.
O tempo é curto, a vida é curta.

Comentários

Postagens mais visitadas

A influência da mídia nos dias atuais

Resenha do livro 1808, de Laurentino Gomes

Resenha do livro O Guia do Mochileiro das Galáxias, de Douglas Adams