Viagens de jatinho para jogos, mentiras e demoras


Afinal, o que está acontecendo no Brasil?
Durante a copa das confederações, milhões de pessoas foram às ruas protestar contra os gastos políticos, exigindo melhoras. Em pouco tempo, fez-se ver em Brasília um movimento para o povo, como o da reprovação da PEC-37, da cura gay, enfim, parecia que os políticos estavam tomando postura de verdadeiros políticos, mas engana-se quem acreditou. O fato ocorrido foi o uso, indevido, por parte do ministro da previdência Garibaldi Alves de um avião da FAB, que o levou diretamente de Fortaleza ao Rio de Janeiro, para assistir a final da copa das confederações entre BrasilxEspanha.
 Visto o abuso cometido pelo ministro, sua assessoria de imprensa emitiu nota para esclarecer o ocorrido:

"O Ministério da Previdência Social esclarece que o ministro Garibaldi Alves Filho necessitou usar aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB), na última sexta-feira, 28 de junho, em decorrência de compromisso oficial no município de Morada Nova (CE),  a inauguração da Agência da Previdência Social naquela cidade. O Comando da Aeronáutica foi regularmente informado acerca do itinerário da viagem, nos termos previstos no art. 3º do Decreto n.º 4.244/2002. Ressalte-se que o ministro possuía passagem comprada, em avião comercial, para se deslocar na mesma data, para o Rio de Janeiro, onde passaria o final de semana. Ao final da cerimônia oficial no Ceará, em vez de retornar a Brasília, ou mesmo a Natal, como lhe facultava o art. 4º do Decreto n.º 4.244/2002, a aeronave da FAB o levou diretamente ao Rio de Janeiro. Esclarece-se ainda que o ministro retornou a Brasília na segunda-feira, 01 de julho, como anteriormente já programado, em avião comercial.
Assessoria de Comunicação Social do Ministério da Previdência Social".
A nota emitida pela asseria do ministro não esclarece muito bem o motivo do ministro usar os aviões da força aérea. O que mostra o total descaso por parte do governo com o povo, pois em plenas manifestações, ministro usam irregularmente serviços do Estado. 
Parece que os políticos já esqueceram (como eles tem memória curta!) das manifestações por todo o Brasil. Sem falar ainda na demora para decidir sobre a reforma política; estão levando no banho maria, mas até quando?

Comentários

Postagens mais visitadas

A influência da mídia nos dias atuais

Resenha do livro 1808, de Laurentino Gomes

Resenha do livro As religiões que o mundo esqueceu