Brasil, o país dos esquecidos


O que já acontece há semanas no Brasil  é reflexo da má organização política federal, estadual e municipal. Está em todo o Brasil!
No Rio de Janeiro, uma quantidade considerável de pessoas acampa em frente a casa do atual governador Sérgio Cabral na tentativa de sensibilizar o governador da situação que o Estado se encontra e que pode piorar no decorrer dos meses.
Passado todo o calor de momento do final do mês de junho, estamos agora vivendo o momento em que pode se apresentar os possíveis resultados dos protestos, o que já foi prometido pela presidente Dilma, como a destinação dos royaltes do petróleo à educação e saúde. Como disse, poderão ser, pois na semana passada, os relatores do projeto que preveêm a destinação de 100% dos recursos do pré-sal para o povo estão tentando baixar a taxa de destinação. Uma vergonha! Não precisa ser um entendido na área política para, ao menos perceber que os políticos já não estão nem aí para o povo. Passado os milhões nas ruas, que botou medo nos políticos, fez baixar tarifas, fez inclusive a presidente se pronunciar, parece que os políticos estão querendo uma nova onda de manifestações. Infelizmente nossos políticos... não tem como descrever a falta de vergonha desses senhores.
''O poder emana do povo'' diz a constituição brasileira de 1988, uma das melhores e mais cidadãs do mundo. Se fôssemos seguir as regras constitucionais, seríamos um dos melhores países para viver. Os nossos impostos são um dos mais altos do mundo, e o que nós temos de volta? Quase nada. Saúde: uma das piores do mundo. Educação: deplorável. Somos ao menos o país do futebol (devemos nos orgulhar disso?). Temos os mais belos estádios do mundo, mais modernos, todos padrão FIFA. Ora, mas do que adianta.Nossos filhos não estudarão no estádio, não irão à um estádio quando estiverem doentes. Receber um evento do porte da copa do mundo é bom, mas é mais coerente investir em saúde e educação do que mostrar uma face do Brasil moderno, coisa de primeiro mundo, que não existe! enquanto dezenas de milhões de brasileiros sofrem para tentar ganhar o pão de cada dia. Exemplo disso são os guerreiros professores da UERJ, que há 11 anos não tem aumento. 

Comentários

Postagens mais visitadas

A influência da mídia nos dias atuais

Resenha do livro 1808, de Laurentino Gomes

Resenha do livro O Guia do Mochileiro das Galáxias, de Douglas Adams