Cabral está brincando com fogo

Já era esperado que a nossa classe política brasileira não tardasse a fazer marmeladas, mesmo após tantas manifestações que ocorrem no fim do mês passado. Só não contavam com tanta rapidez.
A bola da vez é o governador do rio, Sérgio Cabral. O mesmo já não anda com sua popularidade alta, e
mesmo assim andou se envolvendo em casos de licitações fraudulentas em obras da secretaria de meio ambiente. Desta vez o caso envolve o consórcio entre as empresas OAS, Queiroz Galvão e Andrade
Gutierrez. A licitação da obra, que é para a recuperação das lagoas da barra e de Jacarepaguá. A suposta fraude foi denunciada na revista veja, que mesmo antes da divulgação do resultado do consórcio vencedor já havia divulgado qual consórcio vencedor, deixando claro e evidente a fraude existente.
Por parte do governo, é um descaramento e quase que uma aclamação para o povo voltar às ruas. Parece que decorridos algumas semanas do fervor social ocorrido, os políticos estão tentando tirar os atrasados. Nossa classe política é tão deteriorada quando nossa saúde e nossa educação. Já me perguntei várias vezes se quando todo o fervor das ruas acabasse, como seria a conduta dos políticos. Tinha uma certa esperança na mudança. De certo que houve, como o arquivamento da PEC-37, por pressão populacional, mas me pergunto: será que estes políticos que aí estão iriam reprovar a PEC-37 caso não houvesse nada de pressão popular.
O que todos os cidadãos de bem querem é que no ano que vem, em 2014, votemos em candidatos que valham à pena, se é que há.

Comentários

  1. Oi, Humberto!
    O povo do Rio está mesmo rejeitando Sérgio Cabral mas não é de hoje. Agora que tudo está vindo à tona, o povo está indo à sua porta manifestar o descontentamento e pedir a sua cabeça.
    Na verdade, tenho acompanhado pouco o noticiário pela TV e o que vejo é degradante. Hoje à noite, um programa esportivo na ESPN não disse claramente, mas deixou margem para aquilo que os políticos adoram usar para sair bem: As pessoas que lá estavam foram contratadas... por quem?
    A velha história: intriga da oposição!
    E fico chateada que um programa esportivo que muitos brasileiros estão sempre ligados, esteja entrando na dança da manipulação da notícia.
    Bom restinho de semana!!

    ResponderExcluir
  2. O que eu vejo é, como você disse, uma mídia muito manipuladora. Também ouço muito rádio, que é menos manipulador, mas mesmo assim vejo trechos de incitação à ideias pró governo, sempre. No caso dos ativistas pagos, não sei ao certo se realmente, houve, acredito que sim, a mídia tenta ao máximo desvalorizar o movimento.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

A influência da mídia nos dias atuais

Resenha do livro 1808, de Laurentino Gomes

Resenha do livro O Guia do Mochileiro das Galáxias, de Douglas Adams