A polêmica do aborto

Agora está sendo discutida no congresso a mudança constitucional que legaliza o aborto até os 3 primeiros meses de gestação. O aborto é um tema muito complexo e polêmico, pois envolve vários seguimentos da população como a igreja, o governo, etc.
Hoje o conselho de medicina posicionou-se frente ao tema, favorecendo o aborto até os 3 meses alegando a preservação de vidas, sendo uma frente de combate a abortos clandestinos, preservando vidas. Mas, se pergunte, estará mesmo preservando vidas se tal ato tira a vida de outro? No caso de riscos à saúde, anencéfalos e estupros tem uma prerrogativa para o aborto, mas para pessoa que foram negligentes e não usaram métodos de preservação? Não, o feto não pode pagar por irresponsabilidade de outrem. Se ''fez'' o filho, em hipótese alguma pode-se tirar sua vida.
Essa conversa de aborto até os três primeiros meses de vida não tem nenhum fundamento, ainda mais em nosso tempo, com tanta informação e métodos preservativos disponíveis. Tem filhos quem quer ou é descuidado.
Seria um crime a aprovação desta lei.

Comentários

  1. Concordo com você, hoje o mudo totalmente globalizado,não vamos culpar pouca informação,além de tantos métodos de se evitar uma gravidez,camisinha etc.nas décadas de 50,60,70,aí nesse tempo faltava informação,é métodos,criavam em torno de10 filhos na mizeria,nem por viver em condiçoes sociais horríveis eles matavam os própios filhos,por que tirar uma vida é assassinato,desta forma o aborto sendo aceito,será um assassinato só que aceito perante as leis do homem,NÃO concordo,existe muitos métodos de se evitar esse "Problema".

    ResponderExcluir
  2. Concordo plenamente. O aborto nao eh a solucao. A solucao eh a criacao de condicoes de vida melhores, acesso a informacao, etc.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

A influência da mídia nos dias atuais

Resenha do livro 1808, de Laurentino Gomes

Capacidade e Incapacidade no Código Civil de 2002