Poesiáticos

Nimguém entende uma poesia
na verdade, nimguem sabe de nada
Mas alguns tentam
mas apenas um consegue entender
e é somente quem o escreve
Somente seu eu pode lhe entender
mesmo que de maneira errada
mas entende
a poesia é um cofre
cheio de sentimentos e revelações
lembranças e consequentemente dores
tristezas
também de alegrias e sorrisos
mas para tê-la temos que ter a senha
a velha senha, a chave
que está em cada um de nós
que entramos em nós mesmos e nos auto-descobrimos
essa tal chave que é a paz

Comentários

  1. Acho que a cada dia estou ficando melhor em meus poemas - que pena que já acabou o cirande na leitura por que seria muito bom compartilhar com o pessoal do cirande,.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

A influência da mídia nos dias atuais

Resenha do livro 1808, de Laurentino Gomes

Resenha do livro O Guia do Mochileiro das Galáxias, de Douglas Adams