Simplicidade é tudo

Hoje quando eu estava no bar do meu pai vendo  movimento, de repente chega um cara com a roupa toda rasgada, entrou e pediu uma cerveja, bebeu a metade e foi ao banheiro. Enquanto ele estava no banheiro os outros caras que estavam lá falaram que ele era um fodido, que a roupa dele parecia o pano de chão da casa deles etc. Quando ele saiu do banheiro começou a conversar com os caras que estavam falando mal dele e demontrou ser uma pessoa muito boa, legal. Mas a surpresa veio quando ele foi pagar a cerveja, tirou um maço de umas 20 notas de R$100 reais do bolso,pagou a conta dele e a dos outros que estavam falando dele.
 Por aí dá pra ter uma noção de que as pessoas não são o que vestem ou o que tem, uma pessoa pode ser pobre mas solidário, compartilhar o pouco que tem com os mais necessitados enquanto um rico não comparilha.
Outra coisa inadimicível é uma pessoa andar falando da outra, que ela é isso ou aquilo sem estar na presença dela, é a coisa mais nogenta que há, não dá direito de resposta, se quer falar de uma pessoa fala pra ela própria pois de um modo ou de outro o que ela falou vai chegar aos ouvidos das outras pessoas e será inevitável ter uma conversa cara a cara.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

A influência da mídia nos dias atuais

Resenha do livro 1808, de Laurentino Gomes

Resenha do livro O guia politicamente incorreto da economia brasileira